Lugar Secreto

Retalhos de Silêncio

Textos

NEM SEMPRE É REFLEXO!
O cartaz dizia: "Você não lê o livro. Você se vê no livro.
Você não vê o outro. Você se vê no outro.
Tudo acontece dentro da gente.
Fora é só reflexo."

Li, re-li, tornei a ler, e percebi que...

Eu me vejo na natureza. Na disciplina do rio que corre entre duas margens... na rebeldia e até na fúria, quando ele sai das margens e vai atropelando tudo o que encontra pela frente.
Me encontro na persistência das ondas do mar que serenam ao chegar na areia... e voltam... voltam... voltam.
Me acho, também, na fúria das tsunamis... diante do desreipeito -  "Esse espaço é meu. Para trás."
Me acho na beleza e no perfume das flores, em particular, das rosas e não dispenso os espinhos. Entretanto, não aceito de bom grado as larvas, na esperança de ver a beleza das borboletas... prefiro pensar na polinização, dessa perspectiva dá para amenizar o incômodo que as lagartas representam.
Me acho na brisa fresca, no vento forte, no furacão, por motivos óbvios.
Também me acho na beleza selvagem do vulcão adormecido e no seu poder de destruição, quando desperto.
Só não me acho nas coisas criadas pelo ser humano... elas, as criações humanas, vez por outra, me encantam (as artes, em geral)... em algumas me deixam perplexas (os crimes brandos)... e, em outras me deixam furiosa (os crimes hediondos e as guerras).

As primeiras  - o ser humano cria sons (músicas, solfejos, melodias, percussão...); movimentos (coreografias, mimicas...); construções (esculturas, pinturas, desenhos... etc);  palavras (poesias, romances, contos, textos teatrais e etc...) que me levam a acreditar na existência de um Deus magnânimo.

As segundas - como pode alguém achar que pode, impunemente, mas sem violência ou confronto físico, subtrair o que eu consegui adquirir, trabalhando? Eu não nunca senti vontade de fazer isso, porquanto, aprendi desde criança que não é justo, nem correto fazê-lo, e conservo esse entendimento até  minha terceira idade (69 anos).

As terceiras -  a inveja, a ganância, a falsidade, a mentira, a injustiça, a tirania, a bestialidade, o INCORRETO e a são os combustíveis amaldiçoados que sustentam os crimes de:  racismo(não só de etnia); escravidão humana e animal; sequestros; assassinatos... Guerras!

A Natureza É Perfeita.
Nós, seres humanos, as vezes, somos representações, suas, e somos magníficos, mas... nem sempre.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 14/03/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras