Lugar Secreto

Retalhos de Silêncio

Textos

TRÊS DIAS E TRÊS NOITES DE ESCURIDÃO!
Hoje, li uma Mensagem sobre as famosas Três Noites de Escuro, no site https://luzdasestrelas.com.br/
Nossa!!!
Minha avó, que faleceu com 1014 anos (na época eu estava com 10 anos), falava desse evento.
Nos contava que o Pe. Cícero do Juazeiro fazia sermão sobre as 3 noites de escuro.
Ela nos ensinava que nunca deveríamos deixar a dispensa vazia, ou com poucos mantimentos.
Farnel de carne de galinha, de boi, carneiro e porco eram os únicos alimentos que não apodreceriam, nesse evento.
Também não devia faltar azeite nas lamparinas e nem no barril.
Devíamos guardar muitos pavios, lenha, carvão, pederneiras e a parte de dentro da casca do coco, pois o fogo pegava mais rápido, utilizando ela.
Colocar barrotes nas janelas e portas e não deveríamos abrir a porta para quem quer que fosse, mesmo que fosse um familiar, pego pela escuridão fora de casa.
Porque aí, a pessoa não era mais um ser humano... e iria nos fazer o mal.
A Escuridão faz tempo está aqui, se instalando aos poucos… agora mais rápida e violentamente.
E, pelo visto...
A dispensa que não pode ficar vazia, ou com poucos mantimentos é a nossa adaptação alimentícia e psicológica, diante das calamidades que se aproximam, a largos passos.
O farnel de carnes diversas, é, também a adaptação aos alimentos que ninguém valoriza e por isso mesmo, são mais fáceis de encontrar e adquirir. Vivi boa parte da minha vida, sem possuir geladeira e aprendi a preservar alimentos, utilizando processos ‘arcaicos’: desidratação e salgamento.
A energia elétrica vai faltar, por conta do baixo nível das águas nas Usinas Hidroelétricas? Vamos de catavento? Vamos de azeite de  mamona, belotos (trançado) de algodão descaroçado, trança de tecidos velhos (na falta dos pavios), no macerado das sementes da mamona (na impossibilidade de extrair o azeite).
As pederneiras, são as coisas mais fáceis de adquirir e manter, espero… já a lenha, o carvão e a entrecasca da casca do coco, apesar de serem encontradas, relativamente fácil… num tempo   normal, nesse caos, já não sei. Mas contamos com papelão e restos de construção.
As janelas e portas que devem ser protegidas, com barrotes, são nossos olhos e nossa boca (dedos que digitam também são ‘bocas’).
O não abrir portas ou janelas, para quem foi “pego pela escuridão, fora de casa”, é o não falar sobre “certos assuntos”, nem com pessoas da própria família que estão inseridos na Matrix/escuridão. Lembrando do assassinato de Abel, por Caim (eram irmãos).
O que fazer para sobreviver? Se tiver oportunidade… seguir sua intuição!
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 25/07/2021
Alterado em 25/07/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras