Lugar Secreto

Retalhos de Silêncio

Textos

LEMBRANÇA X SAUDADE
“Que suas lembranças não sejam o que faltou dizer” (Fabrício Carpinejar).


A frase do Fabrício Carpinejar é incisiva… cutuca pessoas que deixam tudo para “__Depois...”.
Quando ele diz: “Que suas lembranças não sejam o que faltou dizer”, é como se dissesse… aí será tarde demais e você será refém da sua falta de viver plenamente.
Minhas lembranças são sempre tudo que foi vivido e falado. As vezes desata risos de alegria, noutras lágrimas de saudade, mas nunca de arrependimento, por não haver falado ou vivido, quando podia. Minha Saudade é um remexer de gavetas, de arquivo antigo, que me cura e fortalece.
Quando me aposentei, alguns amigos, creio que imaginando que eu estaria triste, desanimada, me sentindo inútil, me disseram: “___Agora é a sua hora de curtir a vida. Passear com os amigos, dormir até tarde, fazer tudo que não pode fazer enquanto estava trabalhando.”
Sinceramente? Não entendi lhufas.
Explico.
Enquanto estive trabalhando, continuei estudando; fiz cursos profissionalizantes; faculdade; participei de treinamentos e seminários; viajei de carro (não tenho carro próprio, mas quando necessário alugo), de avião (esse é que não tenho mesmo, mas a gente paga e voa, né? Apôis!).
Cuidei, o melhor que pude das Minhas Filhas, dando a elas tudo que eu podia e que não tive. Dando-lhes, inclusive, chance de escolher, o que queriam ser, nessa Jornada chamada Vida.
Passeei com meu namorido e nossas crias (Filhas e Netas).
Cuidei desse namorido quando chegou a hora dele partir, dando-lhe a dignidade que merecia e a chance de aprender (a pedido) ler a Bíblia(mais especificamente os Salmos), recitar o Terço Bizantinho, orar ao seu Anjo Guardião – Habuiah (07.08), ao  Arcanjo Miguel. Cantar para ele, nossas canções da época de namoro e noivado. Fazê-lo dormir massageando seus pés… ficar acordada, a postos para qualquer eventualidade… até seu último suspiro, no dia 16.04.2010.
Serenar a Alma atormentada da Minha Mãe, que sempre dizia haver posto os filhos no mundo para sofrer, e por isso, iria para o inferno. Haver lhe proposto a escolha de viver comigo e suas netas ou viver sozinha e nos ver só nas férias, aceitando sua escolha de viver só.
Quando a Minha Primogênita engravidou, noiva, ainda, e seu pai disse que ela não ficaria em casa, me posicionei: “___Se ela sair, eu saio também. Ela não abriu e nem vai fechar porteiras. E se o noivo dela não assumir o meu neto, sou muito mulher para cuidar dos dois, enquanto ela possa caminhar ‘com as próprias pernas’.”
Não me arrependo dessas e de tantas outras ações e palavras que pratiquei e falei… nem me arrependerei, se tiver que agir e falar novamente.
As vezes tive que ser dura e proferir palavras que, sei, feriram as pessoas que amo, mas eram e sempre serão necessárias, para que essas pessoas não fiquem como folhas lançadas ao vento, por falta de quem, por ter mais experiência de vida, não as avise, mesmo que tenha de “sacudi-las feito um furacão.”
Certeza de que nem sempre sou entendida, vez por outra caluniada e até odiada, tenho, e não me incomodo. Incomodada ficaria de ver os Meus Amores, sofrendo, por falta de aviso, ou correção.
Se tenho Amigos? Creio que sim, alguns poucos, mais são os melhores. Sou Amiga de algumas pessoas, com certeza. E as trato com respeito e sinceridade.
O Pe. Fabio de Melo diz que: “a saudade é uma forma de ficar”.
Eu digo que a Lembrança é uma forma de permanecer… vejamos o exemplo do Adolf Hitler, quem tem saudade dele? Eu não tenho, mas… esquecer sua trajetória de vida? Impossível.
Para ficar na lembrança não basta apenas ser bom… nem provocar saudade. É necessário tão somente, por em ação, tudo que sua Alma Imortal É: Luz ou Trevas.

Você escolhe.
Simples assim.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 02/07/2021
Alterado em 02/07/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras