Lugar Secreto

Retalhos de Silêncio

Textos

SEDE DO PARAÍSO
Bom Dia Caminhantes e Buscadores.
Que esse Dia, Presente, seja simplesmente Maravilhoso!!!
Um Sábado Feliz, para todos nós.


... tenho sede do Paraíso! Minha Liberdade foi conquistada, há 68 anos, 2 meses, 18 dias, 4 horas e 16 minutos, quando Minha Avó me resgatou, cortando o saco amniótico, dentro do qual sai do ventre de Minha Mãe, e me desenforcou do cordão umbilical. Minha Iáiá colocou o "sarcófago" e a "corda-da-forca" na água do angico, para curar, depois de secarem, ao sol, dobrou tudo com imenso respeito e cuidado, colocou dentro de uma sacolinha, junto com ramos de alecrim, alfavaca e manjericão, tudo desidratado. Costurou a sacolinha, fazendo uma espécie de escapulário e pendurou em seu pescoço. Viveu mais doze anos... e foi enterrada com eles.
Não sei se existe um relacionamento onde não aconteçam desentendimentos. No meu, acontecia, mas foi o melhor relacionamento que eu poderia querer. Conversávamos, trabalhávamos juntos para cuidar das nossas filhas, passeávamos juntos (família) ou só eu e ele. Vez em quando, divergíamos de alguma coisa, aí, um dos dois tirava por menos. Adotamos uma frase que ouvimos em um filme, como nosso código: "Amar é nunca ter que pedir perdão". Por que quem é perdoado, imagina que o outro tem obrigação de perdoar sempre... então, é melhor aprender a não ofender, assim não haverá motivo para pedir perdão.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 05/06/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras