Lugar Secreto

Retalhos de Silêncio

Textos

A FÉ

Hoje, é um dia muito especial e um pouco dolorido, para nossa tribo.
Nesse dia (16.04), no ano de 2010, 01:00 (cravada), o meu esposo fez a Travessia do Grande Rio da Vida.
Antes, hoje, eu ainda estava de luto.
Hoje, não mais.
Não busco motivos para discutir com Deus, o Universo, a Vida, a Morte ou quem quer que seja, por tê-lo “tirado” de nós.
Hoje, há mais de um ano, vivenciando essa guerra sem sentido que se espalhou pelo Planeta Terra, entendo que foi melhor assim.
Francisco era Agente de Endemias, “exercito linha de frente” no combate a Dengue, Zika, Chikungunya, Malária e etc. Um profissional que trabalhava queimando em febre, para não levar falta, no trabalho.
Sempre imaginei que faria a passagem primeiro do que ele… Deus dispôs de outra forma. E, Francisco, cheio  de saúde, de repente se foi, vitimado por um câncer de pulmão, detectado em estadiamento IV.
Resolvi que quando ele se fosse eu o seguiria, pois medo de tirar a minha vida, eu nunca tive, mas, ele me fez jurar, antes de partir que tomaria conta das nossas filhas e da nossa neta, até que elas estivessem “caminhando com as próprias pernas” (trabalhando). Prometi e estou cumprindo.
Não foi fácil, no inicio. Entretanto, a certeza de que um dia nos reencontraremos e será para sempre, me dá forças para continuar, com alegria, atendendo seu pedido.
Sou uma pessoa movida, 99% à Fé e 1% à “respiração”. Isso me fortalece, me sustenta, apesar de muitas vezes me sentir um pouco cansada.
A Fé que me mantém de pé, é essencial. Esse sentimento impar, no meu caso, nada tem a ver com re-ligião, mas é 1.000% Deus! Não o Deus que me ensinaram a adorar, quando criança, o qual me deixava confusa e cheia de questionamentos, porquanto muito observadora, não entendia o por que das coisas acontecerem, da forma como acontecem.
Após uma jornada Interior, solitária e silenciosa, identifiquei Deus, observando sua Criação… o passar do Tempo, a Natureza e seus Quatro Reinos.
Sou descendente de uma Linhagem Antiga de Mulheres da roça. Mulheres Benzedeiras, Parteiras, Mezinheiras, Cuidadoras de enfermos, moribundos e mortos. Carpideiras. Mulheres Autossuficientes e Livres. Mulheres que não temem trabalhar pesado, sol-a-sol. Não temem o escuro da noite, nem assistir, humanizando, alguém dá o ultimo suspiro, mas se enternecem com o choro de um recém nascido.
Hoje acordei cedo… e muitos questionamentos vieram ao meu pensamento… um deles é que Francisco sempre me considerou uma pessoa muito forte, frente a vida. Eu o considerava um Valente, no bom sentido, como aquele personagem do ator Mel Gibson, do filme Coração Valente. Francisco sempre dizia que eu era o seu Porto Seguro… eu o encarava como a Minha Ancora. Só depois que ele se foi, entendi que sou realmente uma pessoa muito forte, porquanto o Meu Porto Seguro e a Minha Ancora, é a Fé que me move.
Sigo, no FB, uma menina maravilhosa, por seus significativos escritos e suas ilustrações maravilhosas!
Seu nome? Eunice Ramos.
Todos os dias, ao acessar minha página, espero encontrar suas sábias e afetuosas palavras e seus posters que retratam uma realidade, sonhada, há tempos.
Eunice Ramos escreveu, hoje, mais uma vez, sabiamente:
“Por mais que me doesse a vida e por mais improváveis que fossem as possibilidades, sempre preferi acreditar que vem coisa boa mais adiante, além das inconstâncias que me tiram o equilíbrio e perto da fé que me mantém de pé...”
Fez-me lembrar um poema que me acompanha e sobre o qual reflito, sempre que algo tenta abalar a Minha Fé: INVICTUS.
Agradeço ao Deus do Meu Entendimento, pela riqueza interior que me concede, dia após dia.
Agradeço à Vida pelo Milagre diário do Aprendizado através da observação consciente.
Agradeço às Minhas Filhas, Netas, Netos, Bisneto, Familiares e Amigos tantos momentos de carinho, cuidados, alegrias e validação.
Agradeço a Eunice Ramos, permitir que me utilize de suas palavras maravilhosas, nesse meu Agradecer.
A certeza de que “vem coisa boa adiante” aumenta, sim, “a Fé que me mantém de pé...”.
Gratidão.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 16/04/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras